[Post coletivo] NÃO ao Spam!

Quem gosta de spam?

Eu, sinceramente, morro. Odeio, do fundo do coração. Tenho vontade de enfiar uma farpa debaixo da unha da pessoa que tira seu tempo para fazer spam! Haha!
Brincadeiras a parte, o assunto é importante, e sério. Mais do que realizar um incômodo para a pessoa que recebe, o spam acaba tendo um resultado inverso ao desejado por quem pratica, porque não conquista novos seguidores, e afasta potenciais fãs!
E você, novo escritor, novo blogueiro, novo em-qualquer-ambiente, que acha que spam é uma boa técnica, veja abaixo a opinião de blogueiros e escritores, e aproveite para pegar algumas dicas mais efetivas de divulgação!


  1. Como você se sente quando recebe uma mensagem no face em que o intuito não é conversar, mas divulgação?

Diana Canaverde: Fico fula da vida… porque existem maneiras de você conseguir divulgar algo de alguém… principalmente quando se trata de blogs iniciantes… entendo que querem seguidores e comentários em seus respectivos blogs, mas se você for no blog das pessoas e fazer um comentário coerente com a postagem e ainda mais depois dizer que está seguindo, faço questão de ir lá... Mas esse negócio, estou seguindo, segue de volta, para né. Isso acontece com alguns autores também… que manda a sinopse do livro e fala ‘divulga?’ Oi… fala sério!
Lígia Colares: Revoltada, primeiro porque a pessoa me trata com total indiferença, não sou um leitor interessado, só mais um número. Segundo porque normalmente as pessoas não se preocupam se aquilo pode te interessar, estão mais preocupados em falar do que conversar. Eh um ato egoísta de divulgação, que só queima o filme.

  1. Acha esse tipo de mensagem correta? Por quê?

Mari Scotti: Acho errado, sei lá, eu não gosto. O face é uma ótima ferramenta de divulgação, mas não podemos esquecer que é um perfil pessoal. Enviar propaganda diretamente no inbox é o mesmo que abrir a geladeira da pessoa sem pedir licença.
DC: Não acho… eu vejo totalmente errada… essa pessoa só perde credibilidade comigo. Acho que se você falar um ‘Oi, Tudo bem??? Sou autora ou blogueira e vim te apresentar meu livro ou meu blog, podemos conversar?’ Assim comigo já começa bem… a educação e humildade são fatores essenciais…

  1. E como se sente quando você e mais um milhão de pessoas são marcadas em uma postagem de divulgação? Importante: você nem conhece a pessoa, o livro ou o dito cujo do blogueiro e não tem nada a ver com a postagem, apesar de falar sobre livros.

Nathália Simião: É chato, assim como os spams inbox. Fora que aí você fica recebendo mil notificações. Eu me desmarco na mesma hora.
Andressa Brandão: Sempre acho que é vírus, nem abro =P

  1. Acha correto?

NS: Não, é pior ainda que receber mensagem de divulgação.
DC: Acho errado, acho que para pessoa divulgar o seu trabalho não precisa sair marcando todo mundo em suas postagens, até porque se já te amizade no face… aparece na timeline da pessoa… sem precisar marcar… ou use da boa educação que lhe resta e saiba conversar. 

  1. Se um escritor te enviasse um e-mail da seguinte forma: “Segue em anexo meu livro, fico na espera da resenha”. O que você faria? Detalhe: não tem oi, ou sinopse, ou qualquer tipo de apresentação, apenas um e-mail curto e grosso, como se a pessoa não fosse escritora, mas um ser que não sabe nem ser educado.

AB: Novamente pensaria se tratar de um vírus e não abriria o conteúdo. E mesmo que percebesse não ser um e-mail malicioso, não realizaria a resenha, pois nem saberia se o tema me agrada. Se o autor não se a ao mínimo de trabalho de me apresentar a obra, porque eu deveria procurar por ela sendo que foi ele que me procurou? Uma breve apresentação e um pedido de resenha é o mínimo que se espera desse tipo de e-mail. 
LC: Ignoraria o email, e avisaria meus amigos blogueiros da atitude, para que eles não lessem nada do autor. Isso num dia bom, num dia ruim poderia até responder com alguma grosseria… Mas não garanto, porque sei que pessoas assim não aceitam críticas. 

  1. Acha correto?

MS: Recebo muitos e-mails assim. Acho que educação é o primeiro passo para se conquistar um leitor e, se o escritor me mandou o pdf, ele já me vê como um potencial leitor. O mais adequado é se apresentar, apresentar a obra e perguntar se há o interesse. Se a sinopse e a apresentação forem legais, com certeza vai despertar o interesse do blogueiro. Educação é a chave de tudo gente, por favor!
AB: Não! O escritor envia um livro que não foi solicitado para um blogueiro e acha que ele tem obrigação de resenha-lo? Isso é uma falta de respeito.
  1. Ei, eu sou blogueira nova, me segue” e o link do blog. Nem oi, nem tudo bem, nem nada. Como você lida com esse tipo de atitude?

MS: Eu ignoro e geralmente excluo o blogueiro do face. Costumo receber coisa pior: Sou blogueira, esse é meu endereço, me manda um livro pra resenha e um pra sorteio. Obrigada. Depois de uns dias, ainda perguntam o código de rastreio. É feio. Eu faço parceria e mando livro quando tenho, mas se o blogueiro souber como chegar. É o que disse sobre os escritores: educação e uma apresentação instigante, sempre conquistam.
NS: Eu ignoro, apago, nem visualizo. Pra todos os casos eu nem vi hahaha Eu não fiz isso com ninguém quando criei meu blog, consegui meus seguidores normalmente, então eu acho que a pessoa também consegue isso sem encher o saco dos outros. O dia que eu tiver com a vó atrás do toco aí de quem me mandar isso. :p

  1. A capa do meu livro saiu!” E um milhão de pessoas marcadas na imagem. Você se interessa de verdade pelo livro ou primeiro fica irritada com o spam?

AB: É bem possível que eu nem me atente ao fato e nem preste atenção a capa do livro, o que é uma pena, pois poderia realmente ser um livro bom.
LC: Se a capa do livro saiu, e eu me interesso, eu vou saber sem precisar me marcar. E se tem a intimidade para me marcar, teria também para me mandar inbox. Se não eh próximo para me chamar inbox, nao eh próximo para me marcar. E se tem intimidade para me marcar, melhor me chamar inbox. Resumindo, nunca faça isso. 

  1. Adorei o post! Tem resenha nova no meu blog, retribui?” O quão é irritante não ler um post e deixar propaganda?

MS: Muito irritante. As pessoas precisam tomar simancol, acho que está faltando um pouquinho de nexo na vida. Quer seguidores? Conquiste, mas nunca, nunca haja como se um simples “adorei, me segue” fosse o máximo que pode fazer. Já fui em blogs que fizeram isso e comentei todos os posts do mês com “me segue + meu link”, só pra irritá-los. É, maldade, eu sei hahaha.
LC: Affew, a pessoa tem a capacidade de entrar no blog, não ler a resenha, só para divulgar o próprio blog? Eu deleto o comentário e finjo que não aconteceu. Só a pessoa acha que está sendo inteligente, e enganando alguém. Quer ter resultado? Leia a resenha, faça um comentário construtivo, e ao final, deixe o link do seu blog. Se você quer que eu perca alguns minutos do meu dia conhecendo seu blog, tire esse tempo para conhecer o meu.

  1. Na sua opinião, qual a melhor forma de se divulgar sem ser inconveniente?

MS: Divulgue na sua timeline, no seu twitter, no seu instagram, na sua página, sem marcar ninguém. Construa postagens que te instigariam, porque com certeza irão chamar a atenção dos outros. Crie promoções, isso faz as pessoas olharem para o seu blog e livro. Não é fácil, mas de pouco em pouco você alcança seguidores e conquista leitores. É só não desistir e não ser invasivo
NS: Se divulgar na sua própria pagina, no seu próprio blog. Existem até grupos específicos pra fazer isso. Quando o blogueiro ou ator começa a “divulgar” fazendo spam ele só está se queimando com os outros. Se você quer mandar uma mensagem de divulgação pra pessoa, pergunte primeiro se ela quer, se é uma coisa que vá entrar no estilo dela. Isso é o mínimo pra não ser totalmente chato. Nunca faça spam!!!! Aprenda a se divulgar sem precisar importunar os outros.
AB: Se a pessoa entra em meu blog, lê o meu conteúdo, comenta de verdade e deixa seu link como assinatura, eu costumo visitar o blog e vejo se me agrada. É uma propaganda sutil, mas que funciona. Um (e não mais que um) e-mail educado convidando a pessoa a conhecer o seu conteúdo por tal razão, explicando o porque você acha que seu trabalho pode interessa-la, também acho válido e não invasivo.
DC: Bom, eu sigo pela premissa de participar de grupos de divulgações no facebook, que só estão lá para isso… ou colocar no seu twitter e Instagram algo relativo com o seu blog… sem precisar marcar ninguém… a postagem tá lá e quem te segue vai ver se for interessante pra eles, com certeza eles passarão lá… sorteios são ótimos divulgadores… as pessoas vão no seu blog para participar e acabam conhecendo seu cantinho… foi assim que conheci muitos blogs maneiros e os sigo. Você pode fazer visitas nos blogs e comentar coerentemente e deixar o seu link, muitas vezes dá resultado. OU mandar uma mensagem ou email com educação… e falar sobre seu trabalho… no caso de autores… ou no caso de blogueiros querendo parceria também… então é questão de educação e coerência… 
LC: Participar de grupos de blogueiros, escritores, em que ocorra debates construtivos. Divulgar suas postagens nas suas redes sociais. Criar conteúdo próprio e interessante. Comentar de forma coerente em outros blogs. Fazer promoções em conjunto. Criar temas que instigue a interação dos leitores. Ler e resenhar livros interessantes. Participar de eventos para fazer contatos. Fazer marcadores para distribuir. Não eh fácil, mas se fosse fácil não teria nenhum valor, e não existiria faculdade só para aprender propaganda.

 

Conheça o blog participantes:
Se não for o original, não distribua spam!
  • Hey There. I found your blog using msn. This is an extremely well written article. I will make sure to bookmark it and come back to read more of your useful information. Thanks for the post. I’ll definitely comeback.

    [Reply]